Leis

ANIF, Associação Nacional de fotógrafos Profissionais,associação, associação de fotógrafos profiossionais, associação nacional de fotógrafos, associacao fotografos profissionais, fotógrafos profissionais, fotografos profissionais, photograph, associaçao, formação de fotografia, fotografia digital, modelos, workshop fotografia, fotografia de moda, fotografia de publicidade, fotografia de autor, profissionais de fotografia, cursos fotografia, cursos, fotografia de casamento, fotografia,fotografos, photos, , fotógrafos, fotografia de estudio, crianças, bébés, grávidas, reportagens, casamentos, baptizados. Carlos Vilas, fotografia, Carlos Vilas, rosa vilas, Rosa Vilas, Um navegador que suporte frames é necessário para ver esta página, Carlos Vilas, rosa vilas,Rosa Vilas,fotografia, fotografias, foto, fotos, portfolio, estudio, lisboa, roupa para grávidas, roupa para gravida, gravida, grávidas, gravidas, Grávida fotos, gravida fotos, foto grávidas, foto gravida, fotografia grávida, fotografia de gravidas, sessao de fotografia de gravidas, sessão de fotográfia de grávidas, mulheres grávidas, foto gravidas, foto gravida, estudio, estudio familia, foto familia, fotografia de família, fotografia de crianças, foto crianças, foto bebés, portugal, cidades, portugal, estudio, laboratorio, estudio, foto, album digital, livros digitais, fotografia, cursos, presidente, imagens, grandes formatos, colagens, molduras, rosa, fotografia bebe, foto bebes, casamento, vou casar, gravidas, gravida, fotografia de casamentos, vou casar, fotografia de baptizado, fotógrafo de baptizados,rosa vilas fotógrafa,presidente, anif, cursos de fotografia digital Carlos Vilas, Rosa Vilas, grávidas, bébés, familia, estudio, fotografia, fotografias de estudio, foto de grávidas, fotos, lisboa, portugal, cidades, aldeias de portugal, imagem digital, livros digitais, album de casamentos, vou casar, álbuns de casamento, baptizados, escolas, universidades, maternidades, escritório, escritórios, bancos, descobrir portugal, cidades de portugal, grande ampliação,grandes formatos, colagens, molduras, digitalizações, presidente, anif, impressões, scanner, slides, carlosvilas fotografos,rosa vilas fotógrafa, sessões de grávidas, preparação pré e pro parto, parto, recem nascidos, fotografia de familia, fotografia de casamento, fotografia profissional, fotógrafos profissionais, fotografo profissional gymenaestrada, carlosvilas fotografos,rosa vilas fotógrafa, seccção de estudio, Carlos Vilas, rosa vilas, Rosa Vilas,fotografia, fotografias, foto de familia , fotos de crianças , gravidez, estudio, fotografia de grávidas, fotografia gravidas, fotografia de casamento, fotografia de baptizados, grávidas, barrigas de amor, barrigas de amor 2009, barrigas de amor 2010, brides parade, brides, brides parade 2010, festas, organização de eventos, eventos, fotografos portugal, fotógrafos de portugal, lux, vip, foto de grávidas, maternidade, infantarios, infantários, foto bebés, fotografia de bebés, album digital, fotografia de casamento, livros digitais, fotografia de eventos, colégios, universidades, escritórios, gravidez menstruação, enjoo na gravidez, sinais gravidez, calendário gravidez, sistomas gravidez, gravidas, gravida, foto mulher gravida, barrigas de amor,guia de familia, guia de família, foto de barrigas, gestante, fotografia de gestante, foto para bebés, foto recem nascidos, foto bebe, foto bebés, fotografia de casamento, vou casar, gravidas, gravida, prendas para a mae, prendas dia da mãe, para a mae, prendas para a mãe, mãe, dia da mae, dia da mãe, gymenaestrada, baptizados, noivos, albuns digitais, livros digitais, noiva, casa, igreja, batismo, fotografia de familia, telas,fotografia de gravida, fotografia de bebé, fotografia de casamento, presentes natal, natal, prendas, parto,

Fashion and Style in Photography

Fotógrafos do Mundo

Homenagem àqueles que com a sua paixão pela fotografia se destacam

e influenciam a Fotografia Mundial


Augusto Cabrita (1923 - 1993)

Augusto Cabrita Fotógrafo e cineasta, natural do Barreiro "a sua grandeza como homem e artista fundem-se, nesta terra, com a familiaridade das palavras e dos gestos quotidianamente trocados, expressão de uma ternura e atenção constantes".
Fotógrafo, director de fotografia realizador cinematográfico.
Autor de várias obras entre elas capas de disco como o de: Amália Rodrigues, Simone de Oliveira, Carlos Paredes e Luís Góis.

ver Galeria de Augusto Cabrita

Eduardo Gajeiro

Fotógrafo português, nascido em Sacavém a 16/02/1935.
Com apenas 12 anos viu uma fotografia sua publicada na 1ª página do Diário de Notícias.
Começou a sua actividade de repórter fotográfico em 1957 no Diário Ilustrado, e a partir daí dedicou toda a sua vida ao foto-jornalismo.
Foi colaborador das principais publicações portuguesas e estrangeiras e da Presidência da República. Tem trabalhos reproduzidos um pouco por todo o mundo, com os quais ganhou mais de 300 prémios internacionais. Em 10 de Junho de 2004 foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique.

ver Galeria de Eduardo Gageiro


Joseph Nicéphore Niépce (1765-1833)

Foi um inventor francês responsável por uma das primeiras fotografias.
Niépce começou as suas experiências fotográficas em 1793, mas as imagens desapareciam rapidamente. Em 1824 Ele conseguiu imagens que demoraram a desaparecer e o primeiro exemplo de uma imagem permanente ainda existente foi tirada em 1826. Ele chamava o processo de heliografia e demorava oito horas para gravar uma imagem.

Foto mais antiga tirada por Niépce, por volta de 1826.

Nadar (1820 - 1910)

Foi um fotógrafo, caricaturista e jornalista francês,  de seu nome (Gaspard-Félix Tournachon)nasceu em França, foi um caricaturista do jornal ilustrado Le Charivari em 1848.
Em 1849 criou a Revue comique e o Petit journal pour rire. Tirou as suas primeiras fotografias em 1853, e em 1858 ao sobrevoar Paris num balão de ar quente, tornou-se na primeira pessoa a tirar fotografias aéreas.

Em 1885 fotografou Victor Hugo na sua cama aquando a sua morte. É referido como sendo o autor em 1886 da primeira "entrevista fotográfica" do químico Michel Eugène Chevreul.
Tirou também fotografias com motivos eróticos.

William Henry Fox Talbot (1800 -1877)

Nasceu na Inglaterra (Melbury - Dorsetshire) a 11 de fevereiro de 1800.

Membro do parlamento britanico, escritor e cientista, pioneiro da fotografia, usava a camâra para desenhar as suas viagens. Conhecedor do Daguerreótipo e querendo afastar-se desse processo, efectuou pesquisas de forma que pudesse impressionar quimicamente o papel.
Começou as suas pesquisas fotográficas tenttando obter c+opias por contacto de silhuetas de folhas, penas, rendas e outros objectos.
O papel era mergulhado em nitrto e cloretos de prata e depois de seco imprimia a prova de contacto, obtendo uma silhueta escura. Finalmente o papel era fixado com amonóiaco, com uma solução concentrada de sal ou usava iodeto de potássio.
No ano de 1835, Talbot construiu uma pequena câmara de madeira, com somente 6,30 cm2, que sua esposa chamava de "ratoeira". A câmara foi carregada com papel de cloreto de prata e de acordo com a objectiva utilizada, era necessário de meia a uma hora de exposição. A imagem negativa era fixada em sal de cozinha e submetida a um contacto com outro papel sensível. Desse modo, a cópia apresentava-se positiva, sem a inversão lateral.

The Pencil of Nature
, o primeiro livro do mundo ilustrado com fotografias, foi publicado por Talbot em 1844. O livro foi editado em seis grandes volumes com um total de 24 talbotipos originais e continha a explicação detalhada dos seus trabalhos, estabelecendo certos padrões de qualidade para a imagem.

mais sobre Talbot...


Jeanloup Sieff (1993-2000)

Grande fotógrafo francês, o seu trabalho era a homenagem à mulher fotografada sobretudo com grande angular, a luz e sombra, pele e terra, mostrava o espírito feminino com força, graciosidade e beleza.
Jeanloup Sieff soube interpretar e compreender o mundo Feminino e deixou-nos um vasto portfolio.



Um livro a não perder:
“Femme”
Autor: Jeanloup Sieff
Março 2010
Édições da Martinière




http://jeanloupsieff.com



Helmut Newton (1920-2004)

Foi um fotógrafo de moda alemão, naturalizado australiano, famoso por seus estudos de nus femininos, com a introdução do erótico e do nu integral.
Em 1946 instalou um estúdio fotográfico no qual trabalhou principalmente com moda, nos afluentes anos pós-guerra.
Viveu em Londres e Paris, onde trabalhou para a Vogues francesa. Criou um estilo muito particular de fotografia, marcado pelo erotismo, a sua notoriedade aumentou com a série “Big Nudes”.
Passou os últimos anos de sua vida em Monte Carlo e Los Angeles.
Morreu num acidente de automóvel na Califórnia, as suas cinzas foram enterradas em Berlim, Alemanha.



     www.helmutnewton.com/

Eugene Atget (francês, 1857-1927)

A vida e a intenção de Eugene Atget são fundamentalmente desconhecidas para nós.
Alguns factos documentados e um punhado de lembranças e lendas fornecem um esboço escasso do homem.
ver a Galeria do autor




Man Ray

Fotógrafo, pintor e criador de objecto e filmes. Foi um dos artistas mais versáteis do século XX. Nasceu em Filadélfia no ano de 1890. Viajou para Paris em 1920, onde desempenhou um papel fundamental nos movimentos Dadaísta e surrelista.

ver Galeria de Man Rey

Alfred Eisenstaedt

Tornou-se conhecido em todo o mundo através do seu trabalho para a revista LIFE. O seu trabalho retratou a terra a tremer, eventos e pessoas influentes do século XX, John F. Kennedy, Albert Einstein, Marilyn Monroe, e Winston Churchill, são algumas dessas pessoas.
Alfred Eisenstaedt recebeu inúmeros prémios, a Medalha Nacional das Artes, o Prémio Entendimento Internacional de Excelência, a Photographic Society of America Achievement Award, foi Fotógrafo do Ano pela Encyclopaedia Britannica. A revista Time anunciou Alfred Eisenstaedt fotógrafo do dia, a Times Square em 1945 como as dez melhores imagens da história do fotojornalismo.

Ver Galeria Eisenstaedt



http://life.time.com/


Helmut Newton

Nasceu a 13 de Outubro de 1920 no seio de uma família judia, e faleceu a 23 de Janeiro de 2004 em Hollywood num acidente de viação.
Aos 16 anos começou a dedicar-se à fotografia tendo como mestre a fotógrafa berlinense Yva, que fazia trabalhos de moda, nus e retrato.  Como judeu viu-se obrigado a abandonar a Alemanha, foi para Singapura, escapando à perseguição nazi.
Arranjou emprego como repórter fotográfico no Singapore Strait Times, mas por ser indisciplinado e pouco interessado no trabalho foi despedido ao fim de alguns meses.
Em 1940 partiu para a Austrália para se juntar ao exército deste país, no qual serviu durante cinco anos. Quando deixou o serviço militar abriu um estúdio fotográfico em Melbourne e casou com a atriz June Brunell em 1948 que também viria a ser fotógrafa com o pseudónimo de Alice Springs, tendo o casal feito muitos trabalhos em conjunto
Em 1957 mudou-se para Paris, onde começou a trabalhar na Vogue, trabalhou para as edições francesa, norte-americana, italiana e inglesa da revista, assim como colaborou em publicações como a Elle, a Marie-Claire, a Stern ou a Playboy.
O seu trabalho era extremamente erótico e chegou a ser considerado provocador, nomeadamente através de nus onde mostrava mulheres dominadoras.

ver Galeria de Helmut Newton

Margaret Bourke-White

Foi uma das mais famosas fotógrafas americanas do seu tempo. Combinação de talento, inteligência, ambição, e flexibilidade fez dela um colaborador ideal para o jornalismo.
Com 25 anos juntou-se à revista Fortune, em 1936 à Life magazine dedicou-se ao glamour e life style. Durante a sua carreira fotografou Joseph Stalin e Mahatma Gandhi entre outros.

ver Galeria de Margaret Bourke-White 

Henri Cartier-Bresson

Considerado por muitos como o pai do fotojornalismo, nasceu em Chanteloup no Seine-et-Marne, no seio de uma familia do ramo têtil, e quando aindo menino, recebeu como presente uma câmara fotográfica Box Brownie que iria marcar o seu futuro como fotógrafo profissional.
Em 1947 criou a famosa agência fotográfica Magnum, em parceria com Bill Vandivert, Robert Capa, George Rodger e David Seymour.
Bresson publica o seu trabalho nas mais prestigiadas revistas mundiais Life, Vogue e Harper's Bazaar.

ver Galeria de Henri Cartier-Bresson


Philippe Halsman

Nasceu em Riga, Letónia e começou sua carreira fotográfica em Paris. Em 1934, abriu um estúdio fotográfico em Montparnasse, onde fotografou famosos artistas e escritores, incluindo Andre Gide, Marc Chagall, Le Corbusier, e André Malraux, usando uma inovadora câmera reflex com lente dupla que ele próprio desenhou.
Em 1940 parte para os Estado Unidos para fugir dos nazis, foi Albert Einstein que interveio para que tivesse um visto de entrada.
Durante 30 anos trabalha no USA como fotógrafo, fotografando os maiores estadistas do século XX. As sua fotografias aparecem em 101 capas da LIFE.
A alegria de viver e a sua imaginação combinada com a sua capacidade técnica, faz com que ele seja eleito o primeiro presidente da Sociedade Americana de Fotógrafos de Revistas (ASMP), onde liderou a luta para proteger os direitos dos fotógrafos profissionais e criativos.
Colaborou com Salvador Dali, daí resultou uma corrente de fotografias incomuns "fotografando ideias" tais como "Dali Atomicus" e o famoso "Bigode Dali". Nos anos de 1950 começou a pedir às pessoas que fotografava para saltarem para a sua camara. daí resultaram imagens excepcionais e cheias de energia, tornando-se o maior legado do seu trabalho fotográfico.
Em 1972 falou da sua fascinação com o rosto humano "Retrato de Psicologia.", diz: "Cada rosto que vejo parece esconder - e às vezes fugazmente para revelar - o mistério do outro ser humano. Capturando essa revelação tornou-se o objectivo e a paixão da minha vida. "

Philippe Halsman morreu em Nova York em 25 de Junho de 1979.

Exposições

Philippe Halsman 1998: Uma Retrospectiva - National Portrait Gallery, Washington, DC, EUA

Livros

Retrospectiva 1998 Halsman, Bulfinch Press, EUA, Editions du Collectionneur, França
1989 Halsman no Trabalho, Harry N. Abrams, EUA
1983 Retratos, Book Company McCraw-Hill, EUA
1979 Halsman, International Center of Photography, EUA
1972 Sight & Insight, Doubleday & Company, EUA
1961 Philippe Halsman na criação de ideias fotográficos,
A.S. Barnes and Company, EUA
1959/86 Jumpbook, Simon & Schuster, EUA, Harry N. Abrams, EUA
Bigode 1954/94 Dali, Simon & Schuster, EUA
1949-1906 O francês, Simon & Schuster, EUA, Benedikt Taschen, Reino Unido


ver Galeria de Philippe Halsman

Richard Avedon

Nasceu a 15 de Maio de 1923 em Nova York, os seus pais eram fabricantes de vestuário, que ajudou a despertar nele o interesse pela moda e daí a fotografia. Aos 12 anos adere ao clube fotográfico YMHA, mais tarde passeando com o seu pai pela quinta avenida, vê um homem careca fotografando uma mulher bonita contra uma arvore, alguns dias depois descobre essa fotografia na revista Harpers Bazaar. Esta imagem marcou a sua vida profissional tornando a maior referência mundial de fotografia de moda e retrato.

ver Galeria de Richard Avedon

Ansel Adams

Ansel Adams (1902-1984) fotógrafo americano co-fundou o Center for Creative Photography, em 1975. Sete décadas de fotografia, com uma grande variedade de temas: retrato, natureza morta, arquitectura e sobretudo as paisagens pelas quais é particularmente famoso. Realizou fotografias panorâmicas que celebram o redentor esplendor do mundo natural. Muitas das suas fotografias foram feitas no Oeste americano.

ver Galeria de Ansel Adams

Robert Capa

Fotógrafo Húngaro nasceu em Budapeste a 22 de Outubro de 1913. estudou ciencias Politicas na Universidade de Berlim. Autodidacta começou a trabalhar como assistente de laboratório na editora Ullstein. Foge para Paris muda o seu nome "Endre Erno Friedmann" para Robert Capa, para escapar à perseguição nazi. Como fotógrafo independente vai para Espanha onde as suas fotografias sobre a Guerra Civil de Espanha são um sucesso denunciando as atrocidades de uma guerra. Viaja até à China, Itália, França, Alemanha e Israel como fotógrafo de guerra.
O seu talento para transmitir de forma penetrante os sentimentos e sofrimento das pessoas nas guerras civis ou rebeliões numa só fotografia, valeu-lhe grande admiração e fama internacional. A sua obsessão pelo trabalho fez dele o mais célebre dos correspondentes de guerra do século XX.
A sua obra é um manifesto contra a guerra, a injustiça e a opressão. No dia 25 de Maio de 1954 foi fatalmente ferido em Thai-Binh, no Vietname. A sua morte foi a consequência trágica do seu próprio lema:

"Se as fotografias não são suficientemente boas, é porque não se está suficientemente perto."

ver Galeria de Robert Capa

Museus em Portugal - Lisboa

Museu Calouste Gulbenkian
Museu Nacional de Arte Antiga
MUDE - Museu do Design e da Moda, Lisboa, Portugal
Fress - Museu de Artes Decorativas
Centro de Arte Moderna
Museu de Marinha
Museus de Lisboa - GoLisbon